Oficina de construção com lixo marinho regressa à Semana das Tradições Marítimas, em Setúbal

Até ao dia 13 de junho as crianças do 1.° ciclo das escolas de Setúbal vão poder contatar com o Mar de experiências e o seu atelier de construção das pequenas sardinhas em cartão, “ilustradas” com lixo marinho.

Teresa Azevedo apresenta, às crianças, o projeto Mar de experiências e o seu trabalho pedagógico com vista ao (re)conhecimento das zonas costeiras e sensibilização para a sua importância, desvendando também o que de mal por lá acontece, como o lixo que os rios e os mares levam para as praias, como as de Vila Chã. Lixo que o Mar de experiências aprendeu a transformar em arte, como as lourencinhas que vêm construindo com as crianças em Setúbal e noutras localidades e portos do País.

As pequenas sardinhas, conta Bruno Costa, no início de cada atelier, prestam homenagem às mulheres pescadeiras de Vila Chã que reivindicaram, com muita garra e luta, o seu lugar na pesca há largos anos, e conseguiram. Embora hoje os tempos sejam outros, de uma comunidade com apenas 9 barcos de pesca, valeu a pena a luta porque conseguiram esse reconhecimento e respeito pela comunidade.

Sobre o lixo marinho, esclarece Bruno Costa, apesar de marinho, porque apanhado nas praias de Vila Chã, vem sobretudo de terra. (Do excesso de consumo e desperdício por um lado, acrescentamos nós, e da falta de consciência por outro.) E atenção que este é apenas um dos lados do problema!

O Mar de experiências é um projeto mais amplo que conjuga 3 eixos fundamentais de intervenção, e estes ateliers têm também como objetivo despertar os mais novos para a sua importância. O eixo da História e ciência onde se aborda também a cultura costeira; a arte enquanto forma de comunicar, “a arte comunica no silêncio”; e o eixo da poluição/ambiente/sustentabilidade.

A Mútua continua a fomentar o projeto e a fazê-lo andar pelas suas praias. No dia 14 estará também na Costa da Caparica, dando continuidade ao trabalho anual com os alunos da escola da Voz do Operário, em Lisboa.
A Mútua continua desta forma a evocar o Dia Europeu do Mar e o Dia do Pescador.

Ver também: Alunos da Voz do Operário regressam a mais uma Roda do Mar

Print Friendly, PDF & Email