Assembleia geral aprova Relatórios de Gestão e Contas 2019 da Mútua e do Grupo Mútua

Foram aprovados por unanimidade, respetivamente, o Relatório de Gestão e Contas de 2019 da Mútua, e o Relatório Consolidado do Grupo Mútua, na Assembleia geral de sócios que decorreu no dia 29 de junho, em contexto excecional, contando com o apoio de vídeo conferência, como divulgado.

A Assembleia geral contou com a participação de mais de duas dezenas de cooperadores da Mútua, que, presencialmente, na sede em Lisboa, ou à distância, por vídeo conferência, discutiram e aprovaram os documentos de gestão e contas da Mútua e do Grupo Mútua, referentes ao exercício de 2019, entre outras questões objeto da discussão e deliberação dos associados.

Do Relatório de atividade da Mútua destaca-se o fecho do ano de 2019 com um crescimento de Capital Próprio e dos Prémios Brutos Emitidos, com maior relevância em Acidentes de Trabalho e Marítimo. Em termos de composição da carteira de prémios de seguros, a atividade da Pesca continua a representar a maior fatia, com 72%, seguindo-se a Náutica de Recreio, o Cluster do Mar e o Setor Cooperativo. Avaliando por ramos destacam-se os Acidentes de Trabalho com 56%, o Marítimo no Setor da Pesca, os Acidentes Pessoais, o Marítimo dos Setores da Náutica de Recreio e da atividade Marítimo Turística e por fim o ramo de Incêndio e Multirriscos.

O aumento de prémios compensou de algum modo o agravamento nos custos com sinistros, em particular nos ramos de Marítimo e Multirriscos, em consequência dos acontecimentos “Furacão Lorenzo” nos Açores e “Depressão Elsa” no Continente, ambos ocorridos em 2019. As despesas gerais aumentaram também por força sobretudo do resultado da política salarial da cooperativa e dos investimentos assumidos face às exigências da Regulação do Setor.

Do Relatório consolidado do Grupo Mútua, destacam-se os bons resultados do Grupo.

Destaca-se ainda a aprovação do Plano de Formação e da aplicação de resultados para o Fundo de Reserva, obrigatório, para a educação cooperativa e formação cultural e técnica dos cooperadores, trabalhadores e comunidade, na mesma percentagem que em 2019, de 15%. Ressalvando-se que face ao período epidémico, algumas ações do plano terão que ser repensadas, nomeadamente as previstas para a Pesca e Marítimo-turística, frisando-se contudo as ações em curso na presente data e previstas, nomeadamente para os trabalhadores e dirigentes, decorrentes das exigências da atividade.

Por fim, registar o momento de discussão de outros assuntos do interesse dos cooperadores, centrado no momento especial que se vive em contexto de pandemia, enaltecendo as medidas tomadas pela Cooperativa, quer no seio da organização, quer no que respeita às medidas tomadas em benefício dos seus utentes e cooperadores.

CONSULTE AQUI OS RELATÓRIOS

 

Print Friendly, PDF & Email