Homenagem ao Maestro Ivo Castro

Igreja matriz de Loures, 24 de outubro de 2021, 16h00

A Mútua associa-se à homenagem promovida pela Sociedade Filarmónica União Pinheirense, a Ivo Castro, maestro fundador do Coro Mútua.

“A sua personalidade marcou os nossos corações e a sua partida deixou naturalmente uma ferida que demorará a sarar.” (Direção da SFUP, outubro 2021)

Homenagem coletiva mais que merecida, e adiada desde o seu falecimento a 13 de abril de 2020, nos dias terríveis da pandemia em que estávamos fechados no silêncio das nossas casas.
O coro Grupo Mútua está entre os vários coros que Ivo Castro dirigiu e é um dos que não faltará à chamada da SFUP para este concerto de homenagem numa cidade cheia de simbolismo também, palco da homenagem póstuma que a autarquia lhe fez no Verão de 2020, destacando-o pelo seu trabalho de dedicação à música e à cultura no Concelho, e em particular à frente do coro da Sociedade Filarmónica União Pinheirense, que tanto acarinhava.

Em 2012 o Coro Grupo Mútua apresentou-se pela primeira vez ao público, em novembro, numa iniciativa da Mútua. E hoje continua honrando a sua memória, seguindo como ele gostaria que fosse… cantando a vida!

“Lançaram-se na aventura, tal como o pescador que lança o seu barco ao mar e ao desconhecido, enfrentaram as dificuldades naturais de quem nunca tinha experimentado juntar a sua voz e a sua energia, procurando no final criar um ambiente sonoro (através da fusão das diferentes vozes) que seja a expressão genuína das diversas peças ou canções que cantam, tentando sempre uma melhor performance técnico-vocal, que se vai obtendo através do trabalho empenhado, concentrado, persistente, desenvolvido nos ensaios semanais, demonstrando que este modo de expressão artística coletiva, é também na sua essência uma forma cooperativa de fazer música, pois todos dependem de todos e todos apoiam todos.

A “viagem”, confesso nem sempre é fácil e dócil. Às vezes gostávamos de cruzar os mares em grandes navios, mas resta-nos um pequeno barco à vela, que com os ventos de feição e o leme seguro também pode chegar ao “mundo dos sons”.”

(Ivo Castro, Marés #68,  janeiro 2014)

Um imenso bem haja à Sociedade Filarmónica União Pinheirense e ao seu Coro pela iniciativa, que agora já é de todos nós.

A iniciativa cumprirá as regras da DGS em vigor, com a obrigatoriedade do uso de máscara.

Print Friendly, PDF & Email