Reabertura de dependências ao público a partir de 6 de maio

Em conformidade com o Decreto-Lei n.º 20/2020, de 1 de maio, a crise de saúde pública provocada pela pandemia de COVID-19, entrou na fase de calamidade o que, de acordo com as autoridades de saúde, deve continuar a merecer os maiores cuidados de higiene e etiqueta respiratória e limitação no contacto social. No entanto, a importância de retomar o regular funcionamento da nossa sociedade, aconselha a que possam ser reativadas as atividades económicas e progressivamente praticado o contacto e atendimento presencial.

Torne-se cooperador da Mútua dos Pescadores! Saiba mais aqui e beneficie de serviços e produtos disponibilizados pelas várias entidades parceiras!


Para consultar o calendário de eventos e iniciativas clique aqui!


Assembleia Geral Mútua

ADIADA

29 de março Lisboa

No dia 29 de março, os cooperadores da Mútua dos Pescadores estarão reunidos em assembleia geral, pelas 9h30, em Lisboa, no Hotel VIP Zurique, sito à Rua Ivone Silva, n.º 18, 1050-124 Lisboa.

Desta forma convocam-se os sócios da cooperativa, para:

  1. Discussão e deliberação do Relatório de Gestão, documentos de Prestação de Contas, Parecer do Conselho Fiscal e respetivas conclusões, referentes ao exercício de 2019, incluindo a forma de aplicação dos resultados;
  2. Discussão e deliberação da proposta de aplicação do Fundo de Reserva para a educação cooperativa e formação cultural e técnica dos cooperadores, trabalhadores e comunidade;
  3. Discussão e deliberação do Plano de Formação para 2020;
  4. Declaração sobre a política de remuneração dos membros do órgão de administração e fiscalização;

Ler Mais

Condições de trabalho dignas para os pescadores

Ratificação por Portugal da Convenção n.º 188, da Organização Mundial do Trabalho

Adotada pela Conferência Geral da Organização Internacional do Trabalho na sua 96.ª sessão, realizada em Genebra, a 14 de junho de 2007, e em vigor desde 16 de novembro de 2017, foi finalmente ratificada por Portugal, a 26 de novembro de 2019, a Convenção n.º 188 sobre o trabalho na pesca.

Ler Mais

Revista Marés em destaque na Revista de Marinha

A edição mais recente da Revista de Marinha, que completou 82 anos de existência em 2019, dirigida pelo Almirante Alexandre da Fonseca, destaca a Revista Marés, detalhando os temas e artigos da edição 83, e afirmando que, em síntese, [é] uma revista com muita informação relativa à pesca e à segurança marítima, com todo o interesse para quem se relaciona com as pescas ou procura acompanhar a evolução da nossa “economia do mar”.

Ler Mais

NAUTICAMPO, 12 a 16 de fevereiro de 2020

Fil, Parque das Nações, Lisboa

A Mútua dos Pescadores não podia faltar a mais uma edição da Nauticampo, que vai no seu 51.º aniversário, a única Feira de dimensão nacional vocacionada para a náutica de recreio e desportos náuticos, e um destino obrigatório para todos os amantes do mar e dos desportos ao ar livre.
Estamos à sua espera no Pavilhão 1, Stand 1B19.

Ler Mais

“Um Conto de Duas Cidades”, documentário sobre a Póvoa de Varzim

Museu Nacional de Etnologia, Lisboa, 13 de fevereiro, 18h00

Os protagonistas do filme são as “pessoas da Póvoa de Varzim”, autores da história da sua cidade, que vive entre dois mundos: a Póvoa piscatória e a Póvoa turística.
O filme é realizado por Morag Brennan e Steve Harrison, a partir da fotografia de Agnès Varda, que ilustra também o cartaz do evento, e foi vencedor do Portugal International Film Festival de 2018 na categoria Melhor Documentário. Uma homenagem a esta comunidade que a Mútua quer também saudar, com a promoção do filme e iniciativa.

Ler Mais

Foto Marisa Rodrigues JN

(IN)SEGURANÇA MARÍTIMA

Nesta época do ano, somos assombrados com as notícias dos trágicos acidentes nas estradas portuguesas. A operação Natal e Ano Novo da GNR, ano após ano faz o balanço, e este ano não é exceção: 580 feridos ligeiros, 38 feridos graves e 11 mortos (9 no continente e dois nos Açores e Madeira), até à data. Mais acidentes e menos vítimas mortais do que em 2018 (quando se registaram 21). Mas a operação que começou a 20 de dezembro, só terminará a 5 de janeiro de 2020. Nas estradas marítimas portuguesas os acidentes são menos comuns, mas nem por isso menos graves, e quando morre um homem do mar, é toda uma atividade profissional e as suas comunidades que padecem. 2019 termina com sabor amargo com a ocorrência de três acidentes graves, que culminaram com a morte de dois pescadores, na praia da Aguda e na Ilha da Culatra, registando-se também o desaparecimento de um pescador lúdico, ex-profissional da pesca, em Viana do Castelo, a bordo de uma embarcação de recreio.

Ler Mais