Da Mútua

Mútua dos Pescadores, 78 anos

Ao serviço de uma cultura de segurança individual e coletiva

Desde a sua criação, em 1942, até hoje, a Mútua dos Pescadores fez o seu caminho com os pés bem assentes na terra e os olhos no mar. Permanentemente com o mar como horizonte, o mesmo mar de onde sempre se quer regressar, em segurança. Obrigado a todos pela confiança depositada ao longo dos anos.

Ler Mais

Desenho de Josef Lee, Singapura em https://www.tv7dias.pt/homenagem-aos-profissionais-de-saude, a 8-5-2020

COVID-19 – Fundo Solidário do setor segurador

Nova informação

A Mútua dos Pescadores participa em Fundo Solidário criado pela Associação Portuguesa de Seguradores (APS), que se destina a apoiar os familiares de um conjunto de profissionais que, durante o período do Estado de Emergência e no exercício da sua profissão ou de missão voluntária, tenham testado positivo à COVID-19 e, em consequência dela, tenham falecido ou venham a falecer.
O Fundo, criado em maio de 2020, foi alargado em julho, aos profissionais infetados durante trabalho de voluntariado.

Ler Mais

Política de tratamento dos utentes da Mútua dos Pescadores

Confiança, proximidade, transparência e equidade

As orientações para as seguradoras no que respeita ao relacionamento com os consumidores, têm conduzido à adoção de procedimentos que reflitam maior transparência, diligência e equidade na sua relação com os utentes e o público em geral, princípios refletidos em todas as etapas da vida dos contratos de seguros. A presente Política consagra regras e procedimentos adotados pela Mútua em sintonia com outras políticas em vigor e práticas.

Ler Mais

Mútua, como sempre, ao seu lado.

Passada a fase mais aguda da crise de saúde pública que atravessamos, pelo menos assim esperamos, o Conselho de Administração da Cooperativa de Utentes de Seguros Mútua dos Pescadores quer fazer um reconhecimento público pela forma exemplar como a população portuguesa percebeu a complexidade do momento e atuou em conformidade com o que era exigido pelas autoridades sanitárias.

Ler Mais

Reabertura de dependências ao público a partir de 6 de maio

Em conformidade com o Decreto-Lei n.º 20/2020, de 1 de maio, a crise de saúde pública provocada pela pandemia de COVID-19, entrou na fase de calamidade o que, de acordo com as autoridades de saúde, deve continuar a merecer os maiores cuidados de higiene e etiqueta respiratória e limitação no contacto social. No entanto, a importância de retomar o regular funcionamento da nossa sociedade, aconselha a que possam ser reativadas as atividades económicas e progressivamente praticado o contacto e atendimento presencial.

Ler Mais